fbpx

Toolkit de Profissionalismo

Toolkit de Profissionalismo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Sentir-se útil, motivado, significativo e ainda fazer a diferença no mundo tem se tornado uma necessidade vital. Mas não tem sido o mundo ideal do profissionalismo apenas gostar do que se faz ou apenas cumprir com metas de carreira. Por que  parece tão difícil encontrar realização profissional? E por que tanta dedicação pode acabar em frustração?

Muitos são os muitos argumentos para justificar essa ausência de sentido, desde “o problema é a empresa”, “o problema é o mercado”, “o problema é a estratégia”, até “o problema sou eu!”. Apesar disso, nenhum deles liquidou por completo a sensação de trabalho sem sentido. É por isso que sua busca pelo sentido real do profissionalismo chegou até aqui!

Isso porque o buraco é mais embaixo e precisa ser visto e entendido para poder ser tampado para sempre. Somente dessa forma a realização profissional pode se tornar algo alcançável sem mistérios. Marquinhos Toledo, consultor existencial, dá um spoiler: “Dá pra chegar num lugar de utilidade que você nunca olhou, mas que é um lugar de verdadeira utilidade e isso é capaz de te tornar PROFISSIONAL de verdade”, explica ele, lembrando que, acima de tudo, há uma inversão a ser feita em alguns entendimentos primordiais.

Começa aí a proposta de trabalho deste workshop de 3 horas de duração, com aula expositiva e dinâmicas mão na massa oferecidas para que a aplicação do conteúdo no cotidiano profissional seja prática e objetiva.

Olhando para o seu conceito de profissionalismo, se você se identificar com uma ou mais das seguintes situações, é porque você precisa deste workshop:

  • se preocupa em dar upgrades no que oferece profissionalmente
  • está numa fase de baixa produtividade / insatisfação no trabalho
  • está se sentindo acomodado, mas não é acomodado
  • sente que sua rotina de trabalho está vazia de realização
  • percebe que os resultados do trabalho não têm a consistência correspondente ao esforço dedicado
  • sabe que tem algo a oferecer, mas não está usando
  • vive a síndrome da segunda-feira, mas também adora um “#sextou!”
  • sente solidão e responsabilidade na lida com as demandas, num ambiente não colaborativo, além de muitas vezes competitivo
  • se vê incompreendido no trabalho
  • percebe que suas metas de trabalho esbarram nas metas de outras pessoas ou equipes
  • se sente em defesa de território, onde a própria empresa vira ameaça / inimigo

DATA

TERÇA - 01/10

HORA

20H ÀS 23H

VALOR

R$ 350

Limpar

Profissionalismo em xeque: outros workshops para transcender conceitos defasados