fbpx

Workshop A Verdade Presencial

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Limpar

O QUE É O WORKSHOP?

Há mais de 10 anos no mercado, este workshop de dois dias contém todas as respostas para as dúvidas de caráter existencial que parecem inalcançáveis, mas não são.

Um conteúdo de extrema profundidade para o entendimento da raiz dos conflitos do indivíduo, passando por uma reveladora compreensão dos sistemas através dos quais a humanidade interage com tudo o que percebe, para, enfim, chegar ao ponto alto do workshop, que deixa claro o caminho da solução para todos os conflitos humanos.

É uma construção elaborada por Kaw Yin e Yan Yin, os fundadores da Coexiste, com a finalidade de expor ao participante uma prática aula de contato objetivo com a Verdade da Existência.

Ele acontece presencialmente na sede da Coexiste em São Paulo e, para aqueles que moram fora da cidade, pode ser realizado online pelo sistema de telepresença (Zoom). Durante a quarentena, o workshop será transmitido somente pelo zoom para todos os participantes

PS: O Workshop é também a porta de entrada para os interessados em fazer o Curso Extensivo A Verdade Presencial, com duração de 13 meses.

INFORMAÇÕES DO WORKSHOP

Dias:

Sábado e Domingo

Horário:

9h às 18h

Valor:

R$ 850,00

Forma de Pagamento:

Boleto ou Cartão em até 12x (parcelamento pela operadora)

Formato:

videoconferência
(App Zoom)

CONTEÚDO

O Workshop A Verdade Presencial nasceu do compromisso de Kaw Yin Yan Yin, os fundadores da Coexiste, de oferecer à humanidade um mecanismo de acesso a um estado de consciência em que todas as respostas necessárias podem ser acessadas e empreendidas como ações transformadoras no cotidiano prático.

KAW YIN YAN YIN
Fundadores e CEOs

Falar em Kaw Yin e Yan Yin, é falar em Coexiste.
Kaw Yin Yan Yin é o relacionamento balizador de todas as atividades Coexiste...
LEIA MAIS

workshop online

O participante online é como um presencial, só que está presente virtualmente. Desenvolvemos um sistema multicâmeras para que o participante virtual tenha seu espaço em sala de aula, de forma que seu aproveitamento e participação ativa sejam compatíveis com a experiência presencial.
Sistema com 2 câmeras; experiência online garantida
Para acomodar o participante virtualmente dentro da sala de aula, nossa estrutura de videoconferência conta com duas câmeras de alta definição: uma focada nos professores e outra nos alunos da turma, para que o participante online acompanhe as interações entre professores e alunos.
Mesa de corte controla a exibição do conteúdo
Um operador acompanha 100% do período de aula para coordenar, na mesa de operação, a alternância entre as câmeras da sala de aula, a câmera dos professores e os slides da aula, de maneira que sejam todos exibidos de forma contextualizada, conforme o andamento da aula.

Dúdivas Frequentes

O Workshop A Verdade Presencial contém todas as respostas para as dúvidas de caráter existencial que parecem inalcançáveis, mas não são. É uma construção elaborada por Kaw Yin e Yan Yin, os fundadores da Coexiste, com a finalidade de expor ao participante um prática aula de contato objetivo com a Verdade da Existência. É uma degustação do treinamento extensivo de 13 meses, também chamado A Verdade Presencial. Tem duração de 2 dias, com 18 horas de aula ao todo.

O workshop costuma ser visto como um “antes X depois” por todas as pessoas que participam dele. Isso porque traz respostas muito objetivas a respeito de questões existenciais que um dia pareceram sem resposta. Ele serve para substituir todas as dúvidas pela resposta verdadeira. E também é um pré-requisito para aqueles que desejam fazer o Curso A Verdade Presencial, com duração de 13 meses.

Participantes que têm entre 16 e 18 anos podem fazer, desde que com autorização formal dos pais/responsáveis. Entre 12 e 16 anos, a participação é permitida, desde que os pais/responsáveis também estejam inscritos e participem junto com eles do workshop.

Ao todo, são 18 horas de aula, sendo 9 horas de aula no sábado e outras 9 horas no domingo.

Não é preciso. O Workshop oferece apostila a todos os participantes, que podem fazer suas anotações na própria apostila.

Nada específico. Venha com uma roupa confortável para assistir aula o dia todo. Por conta do ar condicionado, mesmo no verão, algumas pessoas podem sentir frio, então um agasalho é sempre bem-vindo.

As aulas do workshop são ministradas por Kaw Yin e Yan Yin, os fundadores da Coexiste e autores de todo o material didático.

Recentemente abrimos a opção para que pessoas que nao residem na cidade de São Paulo participem do workshop por videoconferência (zoom). Mas sempre recomendamos que mesmo morando longe a pessoa venha presencialmente, a menos que seja impossível a viagem a São Paulo.

Não. Mesmo para quem assiste por videoconferência, o workshop é uma vivência presencial, que depende totalmente da interação ao vivo com os professores.

Não, o workshop é um conteúdo que nunca se perde e estará válido quando você decidir ingressar no curso. Se passar muito tempo, é recomendável que o participante faça uma reciclagem do workshop quando estiver perto de começar sua turma A Verdade Presencial.

Sim, sempre que quiser. A reciclagem do workshop tem um valor diferente. Para se informar, mande um email para contato@coexiste.com.br

Depoimentos

VÍDEOS

Prancheta 1

LEIA MAIS SOBRE O WORKSHOP

O relacionamento como meio de transcendência

Convivemos com pessoas todos os dias, o tempo todo. Relacionamentos mais intensos, outros mais simples. Mas todos, sem exceção, trazem grandes oportunidades de aprendizados. Basta decidir por isso 

Relacionamentos são uma constante na vida de todos. Desde nossa chegada a esse mundo, precisamos dos outros para conseguirmos realizar as atividades mais básicas. Ao longo da nossa trajetória vamos nos juntando a uns, nos afastando de outros, mas ninguém consegue realizar nada sozinho. Família, amigos, professores, colegas de trabalho, namorados, e toda sorte de pessoas que cruzam o nosso caminho por diferentes motivos, nos mostram que saber se relacionar é fundamental. Mas será que aproveitamos tudo o que esses relacionamentos nos oferecem o tempo todo? E para quê?

E se você soubesse que os relacionamentos podem ser a maior ferramenta para transcender o mundo? Será que você olharia diferente para as pessoas que compartilham a sua trajetória com você? 

Pois é, num primeiro momento pode soar estranho isso. Ao pensarmos em transcendência, pensamos em mente quieta, em meditação, mas pouco associamos isso com uma prática constante em nossos relacionamentos. 

O curso A Verdade Presencial, da Coexiste, traz a proposta de os alunos aprenderem, para os relacionamentos e utilizá-los como um acelerador do processo de transcendência do mundo. “Os relacionamentos são as maiores oportunidades de correção na mente e de se alcançar a comunicação perfeita, e com isso, a unidade, que acaba com a separação”, contam Kaw Yin e Yan Yin, fundadores da Coexiste, no episódio Tempo, Espaço e Relacionamento, do podcast Não Dá Para Desouvir. 

O que precisa ser corrigido? 

Já falamos em outras oportunidades aqui sobre como funciona o sistema de pensamento individual, em que cada um vive de acordo com seu conjunto de crenças, valores e conceitos, e percebe o mundo o partir dessa perspectiva. Com cada um vivendo dessa maneira, cada um constrói um mundo muito particular, e não é possível, assim, um mundo se comunicar com o outro. Eis aí a base de todo conflito, tanto entre as pessoas, por pensarem coisas diferentes, quanto o conflito interno, pelo fato do que pensamos ser diferente do que somos, de nossa Realidade. 

Para que a comunicação possa acontecer, pasmem, é necessário abandonar o que se pensa, e encontrar o lugar comum a todos, e esse lugar é a nossa existência, a Vida que está em nós e não é diferente. É nesse lugar que se consegue alcançar a comunicação perfeita, onde todos veem a mesma coisa, e onde a unidade é um fato. 

Compreendida essa base, e o reconhecimento da unidade como o fim do caminho de transcendência, podemos compreender que tudo o que é vivido em todas as cenas, em todos os relacionamentos ao longo do tempo, tem, por finalidade última, o alcance desse lugar. 

“Relacionamentos trazem consigo uma experiência de ensino-aprendizado que nos ajudam a retirar as barreiras que estão bloqueando a nossa mente de retomar o contato com a Realidade. Tempo, espaço e relacionamentos são as ferramentas para isso. A comunicação é o remédio. E a união é a cura de todas os conflitos que trazem os estados mentais desconfortáveis”, assinalam os professores. 

Como, então, aproveitar os relacionamentos verdadeiramente? 

No podcast, Kaw Yin e Yan Yin explicam que o maior aproveitamento das relações e das cenas está em extrair de cada um deles lições que nos ajudem a nos unir. “Olhe para todas as cenas e retire todos os equívocos que parecem nos separar, e dão a impressão que cada um tem uma mente. Quando se retira os conflitos, surge o reconhecimento da unidade na mente”. 

O alcance disso em sua totalidade depende de determinação em retirar essas barreiras, e da decisão de aproveitar todas as cenas dessa maneira. Mas por ora, só gostaríamos de contar que há esse caminho, que há um jeito de vivenciar os relacionamentos de uma outra maneira, e tornar todos os encontros, não importa a duração, o nível de conflito que se tenha, ou de dificuldade, grandes fontes de aprendizados fundamentais e inevitáveis. 

Está é a base do treinamento oferecido pela Coexiste, pois foi também a base de onde surgiu a escola: Kaw Yin e Yan Yin, depois de uma longa trajetória de estudos, práticas, palestras e atendimentos a pessoas, ao se reencontrarem, resolveram usar o relacionamento deles como uma forma de acabar com as barreiras para a comunicação na mente. Foi desse trabalho entre eles, que surgiu a metodologia do curso, que tem como resultado o reconhecimento da unidade. 

Da Personalidade ao Espontâneo

A espontaneidade é mais desejada do que você imagina. Para alcançar isso, é necessário retomar o contato consigo mesmo, e o teatro pode ser um caminho para isso

Espontaneidade. É algo que todos procuram em qualquer profissão, qualquer tipo de atividade no mundo, em qualquer tipo de relacionamento e, principalmente, em qualquer tipo de atividade artística. Mas… como conquistar a espontaneidade tão desejada?

Para responder essa pergunta, temos antes que compreender o motivo pelo qual as pessoas deixam de ser espontâneas. Isso mesmo, espontaneidade é algo normal, natural e deveria ser a nossa maneira cotidiana de transitar pelo mundo. Mas o que aconteceu então?

Se você prestar atenção, por mais que você tente “ser você mesmo”, ainda se mantém numa sensação de “não encaixe”, de “tem algo estranho”, ou sensação de não adaptação, ou de que está imitando alguém, ou até uma sensação de falsidade. Sabe por quê? Por que você está tentando ser alguém que você não é, e está tentando tanto, que se confundiu com esse alguém em que você acredita ter se transformado.

Mas quem é esse alguém que eu estou pensando que sou eu? Pois é…. para ser espontâneo, você tem que apenas expressar o que você realmente é. Se você estiver tentando exercer um outro alguém que não é você, isso vai ficar com cara de falso, e vai gerar conflitos internos que também vão se expressar nos seus movimentos, falas, gestos e sensações. 

Durante toda a sua história, você recebeu sugestões sobre maneiras de pensar e se expressar; algumas você aceitou, outras não. As sugestões que você aceitou nada mais são do que crenças que ditam sua maneira de pensar e ver o mundo, conceitos e ideias que são a base para seus julgamentos, opiniões e conclusões sobre tudo o que os seus sentidos percebem. São a base das suas reações e de sua maneira de se comportar diante de tudo. 

Esse conjunto de crenças que você foi formando durante a sua história se tornou o comandante do seu jeito de ser, agir, pensar, falar… seus gostos, preferências, suas afinidades, ditam suas prioridades, e dão o grau de importância a todas as coisas. Você entregou o comando do seu comportamento para esse conjunto de crenças, regras, ideias e conceitos, e que chamamos de personalidade.

Pois é, a personalidade nada mais é do que um conjunto de ideias com as quais você se identificou demais e agora está realmente acreditando que é você. 

Quantas vezes você já pensou: “eu sou a minha personalidade”? Então, enquanto você estiver identificado com a sua personalidade, estará se expressando de uma maneira condicionada a esse jeito falso de pensar. Falso simplesmente porque são expressões de uma mentalidade que não é a sua, portanto, não é o seu verdadeiro jeito de Ser. É um jeito aprendido, sugestionado, condicionado, programado, formatado, que claro, você aceitou aderir. Portanto, você estará se expressando da maneira que essa personalidade pensa, e não da maneira que você pensa. 

Todos os seus gestos, movimentos, voz, tom de voz, jeito de falar, jeito de se mexer, trejeitos, enfim… não serão espontâneos, mas sim condicionados, viciados, programados e você não vai se reconhecer neles. Aliás, essa é a grande causa da baixa autoestima, pois você acredita não gostar do que você é e do que você expressa. Você sente vergonha de si mesmo, e prefere não se expor e isso é totalmente compreensível, visto que o que você irá expor não é você, mas um personagem que você inventou e agora diz que é você. Mas tenha uma certeza: o que você não gosta é de não ser você de verdade, e tudo o que você não gosta em você é o que você não é.

Mas existe uma maneira de recuperar sua condição natural de Ser. É possível se lembrar de quem você é e deixar que suas expressões naturais voltem. 

Espontaneidade é a expressão do seu estado verdadeiro, seu estado mais amoroso, puro, doce, livre e criativo. E você gosta muito do seu Verdadeiro estado de existir e se sente muito bem em compartilhar suas expressões verdadeiras. Portanto,  aumentar autoestima é apenas recuperar seu verdadeiro estado de expressão, decorrente do seu Verdadeiro jeito de pensar que é decorrente do seu Verdadeiro estado de existir.

Para que isso aconteça, é necessário desenvolver o discernimento entre o Ser e o Não Ser, entre o real e o imaginário, entre a Verdade e a ilusão. 

Livre de todos os condicionamentos da personalidade e relembrado do seu estado natural de existir, você transita pelo mundo com a segurança e o prazer de oferecer o que há de mais verdadeiro em você, na certeza da aceitação e autoaceitação plena, pois viver no mundo o que somos em Essência e poder expressar a Verdade do que Somos livremente é o que há de mais desejável por todos que querem percorrer esse feliz caminho que vai da personalidade ao espontâneo. 

Como alcançar isso?

Utilizar o teatro como ferramenta para se alcançar esse nível de liberdade de expressão a partir da consciência sobre si mesmo é a proposta da Coexiste Teatro.

Por meio do Curso Livre de Teatro acontece um reencontro consigo mesmo proporcionado por técnicas e dinâmicas individuais e em grupo que levam o aluno ao desenvolvimento da maturidade consciencial de sua própria expressividade mental e corporal, aumentando a autoestima, garantindo a segurança para a livre expressão em qualquer atividade no mundo.

É possível conhecer essa proposta, experimentando uma aula. A nova turma tem início no dia 08 de agosto, e as aulas acontecem todo sábado, de 14h às 17h, ao longo de quatro meses.



Uma nova visão de mundo, junto com Deus 

A essência de mudanças efetivas está em mudar as bases que sustentam uma situação. E para se alcançar uma visão realista sobre a Vida, sobre o mundo e sobre si mesmo, isso não é diferente

Imagem: @omeninouniverso

E se a gente pudesse ganhar uma perspectiva absolutamente nova sobre a realidade, que estivesse muito além do que chamamos de realidade, uma nova visão de mundo? E que diante dessa Realidade, pudéssemos retirar todas as possibilidades de conflitos, que pudéssemos compreender tudo à nossa volta, todas as pessoas, e que pudéssemos, em todas as circunstâncias, agir com amor, com cuidado, carinho, segurança, com clareza, sem distâncias, nem melindres nos relacionamentos. Pelo contrário, que eles fossem felizes oportunidades de aprendizado e de reencontro consigo mesmo e com Deus? 

Pode parecer estranho e até utópico quando pensamos em algo assim, mas acredite, esse é o jeito mais realista de viver. 

Agora, por que parece estranho? 

Pois na forma como estamos acostumados a nos relacionar isso não cabe. Nos relacionamos com o mundo por meio do nosso sistema de percepção, que capta as informações, analisa, compara com nossa base de crenças, conceitos, valores, interpreta, e emite uma conclusão sobre o que registra e assim define como as coisas são, e determina o que se sente com base nisso. 

Mas, uma vez que nos relacionamos com o que os sentidos percebem com base no que pensamos e sentimos, o que vemos é apenas projeção do que conhecemos e sentimos, evitando que tenhamos contato com os fatos como eles são. 

Por isso ter uma nova base de pensamento é essencial.

Uma base que considera sensações verdadeiras como ponto de partida para olhar para o cenário e o que está dentro dele. No episódio do podcast Não Dá Pra Desouvir desta semana, com o tema E Se Eu Falasse Com Deus?, Kaw Yin e Yan Yin demonstram o que é viver a partir dessa nova perspectiva. “Há um lugar verdadeiro em nós todos que pode nos orientar para encontrar no mundo bons motivos para paz, bons motivos para sorrir, para se relacionar fora do medo”, afirmam os fundadores da Coexiste e do curso A Verdade Presencial.  

Eles seguem explicando que esse lugar é absolutamente amoroso e quer amar. Aliás, é isso que há de verdadeiro em todos: a vontade de amar e ser amado, pois é isso que nos lembra da nossa Realidade. A partir do contato com o que há de verdadeiro em nós, podemos nos relacionar com o que há de verdadeiro nas pessoas, independente do que elas pensam e expressam sobre si mesmas. “Porque os sentidos nos mostram coisas, mas o nosso amor conta muito mais. E o nosso Amor pode dirigir os nossos sentidos”, ensinam. 

No contato com o Amor, o medo desaparece das relações, e nos revela o lugar do prazer de se comunicar e de cuidar para que todos possam se lembrar desse mesmo lugar. “O Amor não é sozinho. O Amor é o que nos une entre nós e a Deus. O Amor nos inspira a conversar com todos e com Deus”, compartilham. 

Como é conversar com Deus? 

“Ao conversarmos com Deus, Deus nos ensinará a ver o mundo como o mundo realmente é, e nos lembrará todo o tempo que o nosso Amor está em todos e que nosso Amor vem de Deus. Dessa maneira, nós veremos que Deus também está em todos, e conversando com todos a partir do contato com Deus, nós trazemos Deus para os nossos relacionamentos. E fazendo isso, nós nos lembraremos da Vida. A Vida como ela realmente é, uma extensão da Vida de Deus. Que a Realidade Divina, que é também a nossa Realidade, está muito além das imagens, dos sons e dos movimentos percebidos pelos nossos sentidos no mundo”. 

Assim, podemos todos compartilhar esse Amor, e usufruir juntos da Realidade da nossa existência, da Verdade do que somos. 

Este é o resultado de se alcançar uma perspectiva realista sobre a Vida. Isso é nosso. Recuperar essa visão é uma questão de treinar a mente para isso, uma vez que exercitamos durante muito tempo uma perspectiva individualista, e acreditamos que ela seria a única. O que, graças a Deus, não é. 

Formatura AVP 23, 24 e 25: a fé que virou vivência, experiência e demonstração

Na última formatura do curso A Verdade Presencial, 32 alunos contaram como foi o seu último ano, e falam de conquistas para a vida toda

“A melhor explicação é a própria demonstração”. Foi com essa fala que Kaw Yin e Yan Yin deram início à formatura das turmas 23, 24 e 25 do curso básico A Verdade Presencial, que aconteceu no sábado, dia 18 de julho. 

A primeira fase do treinamento AVP dura 13 meses e é comum os alunos terem dificuldade de explicar o que é esse processo e até como ele funciona. Porém, o que vimos durante os depoimentos dos alunos é a consolidação de um aprendizado centrado naquilo que é verdadeiro, o resultado de um ano inteiro dedicado a Deus. 

“Esse curso consiste em fazer 365 exercícios, um por dia, que colocam você em contato com Deus, com a mente de Deus. Não é simples alguém se determinar a ler um texto de manhã, fazer um exercício por dia”, diz Yan Yin. “Em todos os lugares que você esteve esse ano, você esteve com Deus na mente. Em um grupo de pessoas que se propôs a colocar Deus na mente. Vocês fizeram algo raro, vocês se dispuseram a entregar um ano para Deus e transformar todas as ações do seu dia em ações verdadeiras. E vocês tiveram muito sucesso.” 

Esse ano de dedicação marca uma mudança de percepção sobre si mesmo e sobre o mundo, o que reverbera em todos os aspectos da vivência dos alunos. “Eu queria dizer a vocês, familiares, que os alunos são pessoas incríveis, com potenciais que o mundo precisa muito. A partir de tudo o que eles estão aprendendo, se torna muito mais fácil”, diz Kaw Yin. “As pessoas acreditam que são o que elas pensam, e como pensam diferente, se sentem diferentes. Mas se a gente parar de colocar os nossos pensamentos como se nós fossemos aquilo que pensamos, fica todo mundo igual. O que parece nos separar, nos diferenciar, é apenas o que a gente pensa, e não o que a gente é. Na verdade, somos todos iguais. O que Deus deu a um deu a todos.”

Confira abaixo um pouco do que os alunos compartilharam no evento. É emocionante de ler e sentir!

 

Afinal, o que é o curso A Verdade Presencial?

A evolução inevitável: a transição do sistema de pensamento

Entender que tudo o que é vivenciado no mundo caminha para a evolução é algo aceito e sabido. Tudo muda constantemente, e sempre há uma esperança de que as coisas fiquem melhores. Mas qual é o final dessa evolução? Caminhamos para onde? Há uma chegada final, onde todas as respostas são obtidas e compreendidas por todos? 

Sim, há uma evolução inevitável. A evolução que nos leva até o (re) conhecimento da Realidade imutável. “Inevitável é a evolução para o que os sentidos percebem. Você vê tudo mudar até o fim do tempo”, disseram Kaw Yin e Yan Yin, fundadores da Coexiste, no episódio A Evolução Inevitável, do podcast Não Dá Para Desouvir. 

O que percebemos à nossa volta é um reflexo do nosso sistema de pensamento, um conjunto de crenças, conceitos, valores que parecem definir o que chamamos de realidade. A partir desse sistema de pensamento, vivemos nossas histórias, cheias de altos e baixos, de emoções variadas, e sujeitos a sensações de toda ordem, que, mesmo quando boas,  são consideradas vulneráveis. 

Partindo da premissa que a Realidade não muda, então, o que muda não está no âmbito da Realidade. O que evolui é esse sistema de pensamento ilusório, ele muda até que a consciência total da Realidade seja retomada, assim, é feita a transição de um sistema de pensamento individual para a consciência da Verdade universal. 

Toda a humanidade está nesse processo de transição do sistema de pensamento, de evolução do sistema de pensamento, mesmo que não se tenha a consciência sobre isso, até que a Verdade seja alcançada. Verdade essa compartilhada por muitos sábios que passaram por aqui, em diferentes momentos da história. 

Mas é possível acelerar esse processo a partir de um treinamento consciente dessa transição. 

No podcast, Kaw Yin e Yan Yin falam sobre o processo de aferir esses pensamentos ilusórios com a Verdade correspondente. O primeiro deles é a decisão pela Verdade. E assinalam que essa decisão precisa ser tomada pelo dono do sistema de pensamento. 

Embora nos confundamos com nosso sistema de pensamento, antes de pensar, nós existimos e é a partir do contato com nossa existência que podemos decidir. 

Essa é a decisão: “A decisão de submeter os seus pensamentos a esse trabalho de evolução até a total elucidação do sistema de pensamento, ou até que a luz se faça em sua mente para iluminar seus pensamentos e a sua forma de se relacionar a partir dessa lucidez”, dizem. Isso é iluminar a mente. 

Mesmo que isso pareça nebuloso num primeiro momento, todo mundo carrega consigo um chamado interno pela Verdade, pois é o que todos são. 

E ste é um conteúdo muito diferente da cultura humana que conhecemos. Na cultura humana, a base do sistema de pensamento é o medo, oposto da Realidade plenamente amorosa e em paz. O processo de evolução do pensamento é na verdade, uma limpeza do que te atrapalha o contato com o que é, e que já está aí. 

No podcast, Kaw Yin e Yan Yin também esclarecem que a referência da Verdade é universal, ela é a mesma para qualquer ser do universo, em qualquer tempo. “A Verdade que coloca tudo em alinhamento com a Realidade e que, por ser única, elimina todos os conflitos e todos os julgamentos em contrário. É algo que precisa ser visto por todos neste mundo, mas que é uma Verdade que não vem deste mundo de ilusões. E elimina todos os conflitos, porque todos verão a mesma coisa, e aí acabou a briga”, disseram. 

Por que conhecer a Verdade é desejável? 

“Porque é algo que explica e traz o conhecimento, ou a possibilidade de contato, ou da experiência que elimina todas as dúvidas existenciais e traz a paz ao coração, traz a certeza da invulnerabilidade da verdade do que somos e do que todos são. Traz o que é nosso por direito e que herdamos da fonte criadora da Realidade. 

É o contato com a Verdade, com a unidade na mente, que nos tira de toda a solidão e que abre o nosso coração para receber toda a abundância que é a Verdade, e abre nosso coração para que a gente possa enxergar a eternidade da nossa existência. É a instância da certeza. É a instância da confiança. É a instância da plenitude e da paz. É a verdadeira sensação do Céu, de onde nós viemos, e de onde nunca saímos, exceto num grande devaneio de percepção de nós mesmos, e da vida”. 

Facilitar esse processo de transição do sistema de pensamento humano para o pensamento universal por meio de uma metodologia bem prática é o propósito do curso A Verdade Presencial. Kaw Yin e Yan se dedicam há mais de 30 anos a essa transição. E criaram o curso para que o aluno, por meio de aulas e treinamentos, consiga alcançar a visão lúcida sobre isso, e ter assim, um novo jeito de se relacionar com o mundo e com as pessoas. 

Contato

Quero ir conhecer a Coexiste:

(011) 99606-9549

Para treinamentos existenciais

(011) 99606-9549

Para Treinamentos Artísticos

(011) 98910-2054

Para treinamentos empresariais

(011) 98133-6438

Para Financeiro:

(011) 98827-1338

ENVIAR EMAIL

contato@coexiste.com.br

2019 © Coexiste – Consultoria Existencial  | Termos e condições

Coexiste Good News

Coexiste Good News

Receba as novidades da Coexiste em seu e-mail!