fbpx

Como Deus olha para o que pensamos?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
A gente pensa muitas coisas sobre as pessoas, sobre os cenários, sobre a vida, sobre a gente mesmo, e dentro do que a gente pensa, pensamos também que sabemos como Deus pensa? Mas será que sabemos mesmo? Já pensou nisso?
Deus e o que pensamos

No dia a dia, você percebe o quanto se vê às voltas com o que você pensa sobre as coisas e sobre você mesmo? O tempo todo há em sua mente ideias, pensamentos, opiniões que dizem como as coisas devem ser, não é não? Mesmo que você nunca tenha pensado nisso, pare pra se observar. Quantos pensamentos passam na sua mente sobre as coisas, situações, sobre as pessoas, sobre as suas atividades, as suas relações? E o tempo todo você fica lidando com o que o pensa sobre tudo isso. Já notou? 

Quantas avaliações você faz sobre as coisas e pessoas a sua volta? Sobre se o que acontece é bom ou ruim, eficiente ou não, se é certo, se é digno. Só que o lance é que a gente pensa, pensa, pensa, pensa, pensa tanto, inclusive sobre nós mesmos, que a gente tem certeza que as cenas, as pessoas, e as situações são do jeito que a gente pensa. Existe um ideal na mente da gente sobre tudo, até sobre a gente, que parece que esse ideal virou lei. E esse ideal vira parâmetro até para você poder dizer que é assim que Deus vê o mundo. 

Pensa aí se não é assim, quando você faz algo que você considera errado, nem que seja comer uma caixa de chocolate sem dividir com ninguém, ou beber mais do que devia, ou fazer uma fofoca sobre alguém. Qualquer coisa. Se é algo que de acordo com o seu parâmetro ideal é errado, você acha que será julgado por isso. E que “Deus” não aprova o que você fez. 

Mas aí reside toda confusão. Ao concluir que Deus não aprova o que você fez, você acredita que Deus pensa como você, que tem os mesmos parâmetros e a mesma lógica. Agora pensa bem. Se tudo o que manifestamos é resultado do que pensamos, logo, se Deus pensasse como nós, ele teria as mesmas manifestações que nós temos. 

É possível que Deus fique com raiva pelos mesmos motivos que nós ficamos? Será que Deus se entristece com as coisas como fazemos? Será que Deus acharia as coisas injustas, e pensaria que as pessoas precisam ser punidas pelo que fazem? Será que Deus pensaria, sobre você, o que você pensa? 

Foi esse o questionamento levantado no programa A Verdade Está No Ar #506. Com o tema “O que Deus pensa sobre o que eu eu penso?”, Kaw Yin e Yan Yin deixaram claro que o que Deus pensa nada tem a ver com o que pensamos, e isso é libertador. 

“E se você descobrir que nem você pensa como você acha que você pensa?

E se você descobrir que você pensa igual a Deus e se esqueceu disso?

E se você descobrir que Deus nunca contrariou você mas quem contrariou você foi você mesmo e você está bravo com você e com mais ninguém?

E se você descobrir que Deus nunca foi contra a sua liberdade?

E se você descobrir que Deus sempre confiou em você e está te aguardando confiante de que você não vai deixar de voltar a pensar junto com ele como é o seu natural?

E se você descobrir que Deus sempre esteve com você mesmo que você não tenha percebido a sua presença e que Deus sempre te deu tudo o que você precisava na verdade ou tudo o que você precisava para se lembrar dos seus reais pensamentos?”, esses foram alguns dos questionamentos que os consultores existenciais fizeram durante o programa, com a intenção de nos colocar em contato com a discrepância entre nossos pensamentos e o que Deus pensa. 

A verdade é que Deus conhece o que existe e a Realidade da sua criação. Nada ameaça isso. O que acontece é que pensamos em coisas e focamos nesses pensamentos, em vez de olhar pra nossa existência compartilhada por Deus, e acreditamos que essas ilusões se tornaram a nossa realidade.  

Deus não se preocupa com ilusões, porque ilusões não têm efeito na Realidade. E é por nossa natureza ser compartilhada com Deus, é certo que retomaremos a consciência sobre a nossa existência compartilhada, e tudo o que Deus faz é nos ajudar a enxergar o caminho mais rápido para isso. 

No programa, Kaw Yin e Yan Yin falaram sobre a necessidade que temos de recuperar o contato com Deus, para que possamos nos lembrar do que somos. “Saiba que Deus está ininterruptamente esperando para falar com você e te contar o quanto você é amado e o quanto ele está constantemente pronto para te responder tudo o que você sinceramente quiser saber, independente de como tenha sido a sua experiência no mundo até então. As respostas nunca serão negadas e o seu pedido pela Verdade sempre será atendido”, disseram.

Compreender isso traz uma nova base para que você possa viver os seus dias e se relacionar com o mundo e com as pessoas de uma nova forma, deixando Deus presente em sua mente e em seus dias. 

O programa aprofundou muito o tema e ainda traz caminhos de se praticar esse contato com Deus. 

Assista: 

Deixe um comentário:

Assine Nossa good news!

Você receberá um e-mail aos domingos com nossa News

Coexiste Good News

Coexiste Good News

Receba as novidades da Coexiste em seu e-mail!

Assine
a newsletter da Coexiste

Você sabia que pode receber no seu email a curadoria dos principais conteúdos da semana da Coexiste? Assine e receba Coexiste Good News todo domingo de manhã ☕️💌

Ao assinar a newsletter, você aceita nossa política de privacidade