fbpx

Em nome do amor

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Em nome de que você faz tudo no seu dia? Em nome de que ou de quem você pensa, fala e age? Será que esse ao qual você dedica tanto tempo e investimento vai trazer a autorrealização que você tanto busca? Os seus projetos resultam em sensações que você considera conscientemente desejáveis? Ou você gostaria de sentir outras coisas, mais agradáveis, antes, durante e depois da execução dos seus projetos? Sensações prazerosas só são derivadas do Amor
Em nome do amor

Roteiro do episódio #71, do podcast Não Dá Para Desouvir, com o tema: Em Nome do Amor, com Kaw Yin e Yan Yin

As pessoas sentem constantemente muitas dúvidas para identificar precisamente os cenários e para encontrar soluções e alternativas que possam transformar os seus dias em prazerosas e alegres experiências com as situações e com os relacionamentos.

Será que ter essa precisão e as definitivas soluções é realmente assim tão difícil ou inalcançável em termos de permanência, ou seja, de estabilidade em relação às sensações agregadas a essas experiências?

Será que não é possível estabilizar as nossas sensações e compreender tudo de forma a ver que a Vida é inegavelmente feliz?

Vamos lá então, tratar desse assunto que, na verdade, vai tentar deixar mais facilmente visível e compreensível, o que define o status dessas experiências e de suas sensações.

Na verdade, tudo se resume no seguinte: 

Em nome de quem você pensa tudo o que pensa, fala tudo o que fala e faz tudo o que faz?

A solução poderia ser resumida em uma única orientação:

Pense, fale e faça tudo EM NOME DO AMOR.

Esse é o nosso assunto de hoje para que você fique mais perto dessa proposta e possa colocar em prática ou treinar essa prática e, dessa forma, com esse propósito em mente, alcançar e compartilhar a meta de estabilizar a mente, seus sentimentos e suas emoções.

Afinal, o que significa essa proposta? 

O que é pensar, falar e fazer tudo em nome do Amor?

Se fosse dito: pense, fale e faça tudo em nome de você mesmo, talvez você tivesse a sensação de estar sabendo do que se trata, porque não é incomum fazer as coisas pensando de forma individual ou em desejos individuais. 

Porém, quando você pensa em fazer algo por si mesmo, você teria que se perguntar, antes de mais nada, quem é esse si mesmo a quem você já dedicou tantos investimentos.

Será que, esse si mesmo é alguém que pode receber algo que realmente alcance a sua auto realização?

A partir desse questionamento, você poderá examinar, mais fidedignamente, os resultados dos seus projetos e o quanto eles estão trazendo informações de que, talvez, você não tenha se dado conta em nome de quê e em nome de quem você está investindo o seu tempo e as suas energias.

Se você examinar, com sinceridade as sensações que você tem sentido, você perceberá que, para alcançar essas sensações, ocorreu uma sequência de fatos que configuraram um projeto que teve como resultado as suas determinadas sensações e não outras.

Você poderá notar que você, não somente dirigiu essas estruturas, como percebeu os fatos como quis perceber, sem um real compromisso com a verdade desses fatos.

Além disso, você atribuiu significados ao que você percebeu e, de acordo com esses significados, você conseguiu sentir o que sentiu e vivenciou as emoções que decidiu vivenciar.

Mesmo que o estado de amor não esteja totalmente claro pra você, seguramente você conseguirá identificar quando as sensações e as emoções sentidas não partiram do Amor, nem demonstraram o que é o Amor e, portanto não poderiam ter como resultado as sensações próprias do Amor.

Isso significa que os seus projetos não partiram do Amor e não foram feitos em nome do Amor. Não somente os projetos como a forma de perceber e de significar suas estruturas, suas situações em seus processos, assim como, os seus resultados.

Se você ficar realmente atento, você vai conseguir identificar se está pensando, falando e agindo em nome do Amor ou se é em nome de qualquer outra coisa.

Se você detectar que não está pensando, falando ou agindo em nome do Amor, tenha a certeza de que seus investimentos não estão caminhando para as sensações e as emoções que você poderá chamar de desejáveis conscientemente.

Nesse caso, pare, olhe, observe atentamente e se permita mudar o nome a quem você está se entregando. Se não é Amor será, inevitavelmente medo e o medo não será difícil de identificar pois tudo o que não é Amor é medo independente das formas que assumem como insegurança, tristeza, desânimo, raiva, inveja, ciúme, sensação de falta, rejeição, defesa, ataque, injustiça e toda e qualquer sensação que, nitidamente, é desconforto.

E tem uma coisa básica ou fundamental, que é fazer todos esses treinamentos com um propósito claro em mente que é conhecer melhor você mesmo.

Se você quiser ser fiel a você mesmo e naturalmente e decorrentemente fiel à sua natureza e a Deus, você terá que fazer em nome do que é real em você.

Você terá que conhecer o seu verdadeiro nome para saber que está fazendo em nome do que pertence realmente a você e que te levará, naturalmente, para mais perto da identificação do teu verdadeiro nome.

Afinal, qual é o seu verdadeiro nome?

O seu verdadeiro nome é Amor, então, faça tudo em nome do Amor e você descobrirá que esse Ser chamado Amor não é apenas você, mas são todos os seres vivos.

A partir dessa constatação, você fará tudo em nome de todos, pois, somente fazendo em nome de todos, você estará realmente incluindo o seu Real Você em seus projetos e poderá receber como resultado, tudo o que o seu Real Você pode receber e tudo o que pode ser acrescentado no caminho até a retomada de consciência de que todos os eus e todos os vocês são o mesmo e único Eu Verdadeiro ou a única Criação de Deus em Unidade.

Se de repente você disser muito espontaneamente: “pelo Amor de Deus”, saiba, você não disse à toa.

Leve isso a sério e pense, fale e faça tudo em nome do Amor de Deus e você estará naturalmente incluído nisso, porque você é o próprio Amor de Deus, assim como tudo o que Deus Criou como Ele Mesmo.

Então, não se deixe enganar, pense, fale e faça tudo em nome do que você tem de mais preciso e que é a única coisa que, sem nenhuma dúvida tem tudo a ver com você.

Pense, fale e faça tudo EM NOME DO AMOR.

Deixe um comentário:

Sobre

Esse é o Blog da Coexiste! Fica por perto que você vai ficar sabendo de tudo o que rola por aqui: atividades, experiências, cursos, workshops, dicas, matérias, conversas, tudo recheado de muita, muita sabedoria totalmente aplicável ao seu dia a dia. A Coexiste é um centro de treinamento existencial, uma escola que tem o objetivo de desenvolver metodologias, em muitos formatos, para elevar o status de consciência até que todos alcancem a plena consciência da Verdade sobre a Vida, sobre o mundo, sobre Si Mesmos e sobre Deus.

Posts Recentes

Vídeo em Destaque

Nas Redes

Assine Nossa good news!

Você receberá um e-mail aos domingos com nossa News

Coexiste Good News

Coexiste Good News

Receba as novidades da Coexiste em seu e-mail!