fbpx

12 passos para aprender com tudo o que acontece e nunca mais reclamar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compreender a base do que gera as cenas que vivemos nos ajuda a aprender a mudar o que pensamos, e assim, transitar de forma feliz no mundo
Aprender com tudo

O seu dia a dia transcorre na perfeita paz, com o entendimento profundo sobre tudo o que acontece à sua volta? Ou ele é cheio de assuntos para resolver e coisas que tiram a sua paz em maior ou menor grau: desde esquecer um prazo de alguma coisa, ou ficar pensando sobre como deveriam estar as coisas na sua vida, ou até lidar com um problema inesperado? Talvez nem passe pela sua mente que é possível viver em plena paz no dia a dia, e tem um porquê de isso ser assim. E tem fundamentos importantes para compreender por que também é possível aprender com tudo o que chega. 

O programa A Verdade Está No Ar trouxe esse tema no episódio 509, com o tema Ocorrências Precisas, Expectativas Inconsistentes e Julgamento trouxe esse tema. Aliás, o nome do programa já apontou de forma muito objetiva o que acontece de fato. As ocorrências são precisas de acordo com as estruturas de pensamentos envolvidas – já vamos falar mais sobre isso, e o que nos faz discordar do que acontece são as expectativas inconsistentes que temos a respeito das coisas, por desconhecer as estruturas envolvidas, e a partir daí fazemos julgamentos sobre o que acontece, acreditando que sabemos do que estamos falando. 

Então, vamos entender algumas bases importantes. Já é algo conhecido que as cenas que vemos em nossa frente são projeções do que pensamos. Isso é claro pra você? Percebemos o mundo a partir do que acreditamos somos nós mesmos, e a partir de conceitos, valores, ideias, sensações. A partir disso, projetamos nas cenas aquilo que pensamos sobre nós mesmos, e utilizamos o sistema de percepção de forma a confirmar essas ideias todas. 

Se considerarmos isso assim mesmo, podemos usar as cenas em que estamos inseridos como uma expressão dos pensamentos que temos, e que na verdade, é um resultado das estruturas de pensamentos de todos os envolvidos naquela cena.

Essa é a chave para conseguir mudar a sua postura dentro das cenas em que se vê envolvido. Compreender que as ocorrências são absolutamente precisas diante de todas as estruturas envolvidas, e que aquele resultado era o único possível considerando todas as premissas coloca a questão em um outro nível: não é mais sobre concordar ou não com o que ocorre, mas sim, querer compreender em profundidade o que motiva essas cenas, e assim, trabalhar pra mudar os pensamentos que geram essas cenas. 

As nossas discordâncias do que acontece nas cenas nos conta que sobre nossos julgamentos feitos a partir da mesma base, e não sobre uma leitura precisa dos fatos. “Confia-se mais nos julgamentos do que nas ocorrências, que são precisas”, afirmaram Kaw Yin e Yan Yin durante o programa. 

Com isso, precisamos então admitir que se há conflitos de alguma ordem na cena é porque há equívocos sendo projetados, e como equívocos, só precisam ser corrigidos. “É importante admitir que se o resultado não é feliz, é porque há equívocos envolvidos. Pois a vida é feliz. E isso nos traz uma saída”, explicaram. E compreendendo que cada cena representa o que se pensa, o seu entendimento traz a possibilidade de aprender com aquilo, e assim, mudar o que se pensa. 

A partir dos entendimentos dessa base sobre a origem do que vemos projetado, e de que é só um equívoco de ótica, podemos, então, aproveitar esses 12 passos que foram compartilhados no programa que ajudam a trocar os julgamentos por um melhor usufrutos das cenas, recheado de aprendizados, e que nos ajudam a sair desse ciclo de projeção e confirmação de crenças. 

Do julgamento ao aprendizado

A solução de todas essas situações que estão impedindo a felicidade pode ser resumida assim:

  1.  Aceite que as ocorrências são precisas como expressões dos pensamentos que projetaram essas ocorrências.
  2.  Aceite que todas as expectativas que não se confirmaram nos fatos eram expectativas absurdas diante dos pensamentos que originaram todas as premissas colocadas nos projetos e nas projeções que se apresentaram da única forma possível nesse cenário tridimensional através de imagens, sons e movimentos.
  3.  Aceite que todos os julgamentos feitos diante dos fatos foram absurdos por terem sido feitos antes da visão precisa dos fatos, suas causas, seus efeitos e as relações entre as duas coisas.
  4.  Aceite que as leis de causa e efeito não estão sujeitas às expectativas que você acredita ter, porque, na verdade, tudo ocorreu conforme os projetos elaborados conscientemente ou não por todos os envolvidos direta ou indiretamente.
  5.  Aceite que a forma que você percebeu também foi dirigida pelo seu querer para sentir o que você quis sentir para confirmar o que você pensa sobre você, sobre a vida e sobre os relacionamentos.
  6. Decida trocar todos os julgamentos pela certeza de que você não está compreendendo os fatos apresentados.
  7.  Decida sinceramente ver e compreender os fatos que estão diante de você.
  8.  Peça a Deus que te oriente nessa visão e te ajude a não enganar a si mesmo.
  9. Desista de culpar qualquer pessoa ou qualquer coisa pela sua forma de perceber os fatos e considerá-los indesejáveis e culpáveis.
  10.  Não culpe ninguém nem a você mesmo, mas apenas peça a visão correta, compreenda os fatos e agradeça por todas as dádivas em forma de aprendizado, contidas em todos os cenários e que você apenas não estava vendo.
  11.  Aceite os aprendizados como verdadeiramente úteis, mudando a sua forma de pensar, porque, mudando a sua forma de pensar, você terá outra visão dos fatos e trocará as insatisfações e os julgamentos por gratidão a tudo.
  12.  Sinta gratidão pela vida, por todos que já passaram pela sua vida e que ainda passarão e, principalmente, sinta gratidão à Deus por ter criado nossa existência com tanta perfeição e por ter nos presenteado com leis que nos mostram perfeitamente todos os caminhos para que possamos resgatar nossa perfeita condição de existir na eterna unidade com Ele e com todos que Ele criou.

Para compreender com mais profundidade este conteúdo, assista o programa na íntegra: 

Deixe um comentário:

Assine Nossa good news!

Você receberá um e-mail aos domingos com nossa News

Coexiste Good News

Coexiste Good News

Receba as novidades da Coexiste em seu e-mail!

Assine
a newsletter da Coexiste

Você sabia que pode receber no seu email a curadoria dos principais conteúdos da semana da Coexiste? Assine e receba Coexiste Good News todo domingo de manhã ☕️💌

Ao assinar a newsletter, você aceita nossa política de privacidade